quinta-feira, 14 de julho de 2011


Entre nesse trem e participe do Correio da Estação compartilhando suas experiências com a ferrovia no espaço “Relato Expresso” ou mandando opiniões e sugestões de pautas.
Durante o mês setembro estaremos recolhendo depoimentos sobre a Praça da Estação. O que ela representa pra você? As respostas devem ser enviadas para o email tremvivo@pjf.mg.gov.br. Serão encaminhadas para a comissão responsável pelo “Projeto de Reabilitação” desta praça, em desenvolvimento pela PJF.  

2 comentários:

  1. Deixo aqui um convite para os simpatizante (e praticantes) de ferrovias para conhecer meu blog HistóriaS ( http://historiasylvio. blogspot.com.br ) onde compartilho algumas coisas que considero interessantes sobre Minas Gerais, Trens, História e artes.
    Sou um historiador e psicólogo mineiro, de Juiz de Fora, e em março de 2012 comecei o blog. Acredito que trens e Minas se completam tão bem quando goiaba com queijo e variar os temas das postagens só torna o resultado final da degustação mais rico e interessante.
    Convido todos a darem uma olhada no meu blog e trocar opiniões e sugerir postagens. Para quem gostar do conteúdo, ficarei muito satisfeito se decidir seguir as novas postagens.
    Um abraço ferroviarista.

    ResponderExcluir
  2. Trabalhei na Oficina de Bicas de 1985 a 1996, quando a mesma foi fechada. Nas Oficinas de Bicas, tudo era produzido para atender a SR-3. Junto com a produção industrial, nossa oficina que possuía não artífices mas sim artistas, foi a responsável pela restauração de todas as peças que fazem parte deste museu. E não só ai, mas em muitos outros lugares da RFFSA na época. As duas locomotivas que aí estão, foram integralmente recuperadas aqui. Foram 3 locomotivas sendo que uma delas foi restaurada para se locomover. E andou, de verdade! Foi enviada para Engenho de Dentro no Rio. Umas destas duas que ai estão, ficou aqui em Bicas em nossa "estaçãozinha" especialmente construída para ela. Ficou lá por uns 6 anos até ser levada para Juiz de Fora e nunca mais voltou. Nossa estação clama a volta desta máquina. Seria o mínimo que a memória ferroviária (se é que existe mesmo) poderia fazer por Bicas, que deu à RFFSA e consequentemente à MRS e outras ferrovias, profissionais altamente capacitados. Não temos mais nossas linhas, nossa Oficina, nada. O que restou, foi a saudade, a estação principal transformada covardemente em rodoviária, nosso pátio vazio e a estaçãozinha que seria nosso mini-museu, esperando a volta daquela que a embelezava. Por favor, devolva para Bicas uma dessas máquinas. Vocês tem duas..para que isso? Faça a alegria dos ferroviários biquenses que ainda sonham em ver esta locomotiva de volta ao lugar de onde nunca deveria ter saído.

    Atenciosamente,

    Aloizio Barros de Souza
    Ferroviário.
    Bicas/MG

    ResponderExcluir